onkeydown='return validateKey(event)'> onkeydown='return validateKey(event)'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Kairos




Tempo que se foi
Reservado das eras
Nunca mais quimeras
Efêmera existência enfado plano
Demasiado Humano:

Cronos!

Eterniza a vida
Sempre essência
Perene existência
Alegria ou adversidade
Divina benignidade:

Kairos!...


Um pouco de Schumann


As águas inundam; secam -
A amizade, a delicadeza, a ternura
O Amor, todavia, nasce e floresce
no nosso afagar, sorrir e gargalhar.

Floresce nos lírios de minha poesia,
Na cândida lua refletida no mar,
Um flébil delírio de azul melodia,
Infunde vaga aflição de amar.

Doces suspiros na alma perfumam
Os olhos, o brilho, os gestos...
A feminilidade, inquietude, a noite:
E um pouco de Schumann.


quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Ficara a brisa





Se estás comigo, és

Se não,

És também,

Ficara a brisa:

Indelével memória

Na paisagem da janela

De minh’ a alma...




terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Serei sempre um Leão




O  cão raivoso me alcançou
Meu sangue em sua boca maldita
Tornou vermelho o azul do dia
Pela traição perpetrada,
Mas,
Serei sempre um Leão
De idéias fulgurantes
E de rugidos a soar
Por toda a terra,
Feito bola de neve,
À liberdade,
Fraternidade,
Amor.