onkeydown='return validateKey(event)'> onkeydown='return validateKey(event)'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Vade Retro Marin


O mundo dá as suas voltas! Algumas delas tão caprichosas que nos fazem refletir. José Maria Marin, ex-advogado, ex-jogador medíocre de futebol do SPFC, foi um dos apoiadores vorazes da ditadura militar brasileira. Saiu-se muito bem na vida. Aprendeu com os governos norte-americanos daquela época, a fechar a boca das pessoas, que eram contra a malditadura, especialmente órgãos de imprensa, feito a TV Cultura de São Paulo, por exemplo; colaborou na supressão de direitos constitucionais, com a censura e a repressão política àqueles que enfrentavam a ditadura. Fora amigo, até a medula, do famigerado delegado matador, Sérgio Paranhos Fleury, e o ajudou na captura de muita gente de bem deste país. 

Marin, muitos anos depois, na democracia, perdeu seu prestígio político deletério, e migrou para o futebol, donde, também, deixou as suas marcas de meliante especializado, como presidente da CBF, como acusa a polícia norte-americana. 

Eis que, no mundo delirante e apaixonante do futebol, quem diria, seria preso pelos norte-americanos de hoje, e terá de pagar na velhice, de várias formas, por seus acusados desvios e crimes políticos e desportivos.

'Vade retro', Maria Marin!




Juscelino V. Mendes 




Nenhum comentário: