onkeydown='return validateKey(event)'> onkeydown='return validateKey(event)'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O charme da burguesia

-->
  
 



O charme da burguesia
É não ter charme,
A burguesia:
Alarme
À hipocrisia. 

O charme da burguesia
É não ser verdade,
A burguesia:
Vaidade


Em demasia.



Juscelino V. Mendes


Clique no título do poema e assista trecho do filme
-->"O Discreto Charme da Burguesia" -->(Charme discret de la bourgeoisie, Le, 1972) de Luis Buñuel, minha inspiração poética. Nada contra a moça bela e charmosa que aparece embalando a música de Seu Jorge nesse vídeo. Apenas eu quis a música aqui para tornar o meu poemeto menos áspero e homenagear minhas alunas. Nada alem disso... 

4 comentários:

Ju Marinello disse...

Cazuza deveria ler essa postagem.

Beijos, Ju!

nina rizzi disse...

adoro este filme e gosti demais do blogue.
e, ow, poema.
beijos.

IVANCEZAR disse...

A grande verdade é que na sociedade organizada com hierarquias, surgem essas figuras - castas - que adotam suas próprias ilhas de conforto ... não apenas no plano material , mas também em plexos axiológicos e simbologias culturais. Abraço parceiro ! (gostei muito também do poemeto INSTINTO )

Juscelino Mendes disse...

Ju,
saudades! Apareça e dê o ar de sua graça! Beijos.

Nina,
prazer tê-la aqui. Gosto de visitar seu belo e interessante Blog. Beijos!

Ivan,
sempre um prazer reencontrá-lo, com suas palavras sempre apropriadas. Abraços!