onkeydown='return validateKey(event)'> onkeydown='return validateKey(event)'> expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 14 de maio de 2011

Vida política




Por que nós não temos vida político-partidária no Brasil? Vida partidária significa o exercício constante da Política, no sentido a que se refere Aristóteles, isto é, significa respirarmos as necessidades da Pólis em reuniões abertas, sistemáticas e interessantes, a fim de que todos possam doar parte de si em prol da sociedade e retirar desse convívio aqueles que pensam só em si mesmos. Pensar em si mesmo importa em fazer reuniões fechadas, pertencentes a grupos específicos, apenas em época de eleição, em que as discussões em regra se limitam a pontos de interesse desses grupos, geralmente capitaneados por lideranças que são controladas mais por chefes do que por líderes na verdadeira acepção que esta palavra comporta. Nesse sentido, nada acrescentamos, nada evoluímos e as nossas cidades são cada vez mais dirigidas por gente que pensa e olha mais para os seus pés do que para a frente e para os outros de forma construtiva e segnificativa.


Juscelino V. Mendes


Um comentário:

IVANCEZAR disse...

Profesor, poeta e colega :

Penso que no atual modelo sobra muito pouco para quem não deseja se envolver no poluído ambiente político.
A grande verdade é que torna-se quase impossível para um cidadão comum e de bem disputar pleitos com políticos cada vez mais profissionais.
E , não obstante esse profissionalismo político, há ainda uma estrutura invisível de financiamentos obscuros de campanhas, comuns a TODOS os partidos
Um novo modelo de democracia é possível - mas não é desejado pelos atuais detentores de mandatos - talvez isso explique a ausência de implementação de mecanismos de democracia direta e políticas de descentralização.
Enfim, daria para escrever muito mais, mas paro por aqui ...

um abraço